sexta-feira, 24 de julho de 2009

Um único ideal

QUARTA-FEIRA, 5 DE NOVEMBRO DE 2008

Às vezes nos submetemos a fazer coisas, apenas por medo de perder aqueles que amamos. Então aceitamos tudo sem questionar, fazemos coisas das quais não acreditávamos que faríamos algum dia, tudo por quê? Para satisfazer os desejos daqueles que amamos!
No entanto, será que é certo continuarmos a deixar nosso medo passar por cima de nossos valores?
As pessoas têm limites, e nós temos os nossos, e devemos respeitá-los e fazer com que nos respeitem também.
De que vale deixar de fazer as suas vontades, para satisfazer as vontades alheias?
Afinal nossa felicidade depende de nossa satisfação, ou da deles?
Acredito que de ambos!
Isso mesmo! Eu disse ambos, se vivemos em conjunto, devemos trabalhar para que nossas realizações sejam conjuntas.
Cada um é responsável pela vida que leva, ninguém carrega a responsabilidade do seu sucesso ou do seu fracasso como você. Podemos ter colaborado para o sucesso ou para o fracasso de alguém, mas nunca somos responsáveis, afinal não cabe a nós tomar decisões que não dizem respeito a nossa própria vida!
Contribuir para o crescimento de quem está ao nosso lado, é um meio de chegar a satisfação conjunta, ser feliz implica em fazer alguém feliz.
Nenhum relacionamento vai adiante, se não houver respeito, e a vontade de crescer e se realizar juntos.
Juntos quebraremos barreiras e venceremos limites!


A.C.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário