segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Procurando uma direção


Para onde ir?  Onde encontrar uma direção? A noção de liberdade me abre um leque de possibilidades, traz a sensação de responsabilidade por minha vida, uma sensação de que sou única em meio a milhões, singular, autora da minha própria história, mas em contrapartida a solidão vem agregada a todos esses trazeres.
Um vazio inesplicável, um vazio existencial que parece nunca se preencher, por vezes me atormenta e me aterroriza. Onde encontrar tal completude? É possível encontrar o pedaço que falta? De fato, falta algum pedaço de mim?
Por diversas vezes andando sem rumo, procurando uma direção, penso em seguir o fluxo, mas fluxo não sou eu, e eu não sou o fluxo. A solução seria tão simples assim? Seguir o fluxo... Engolir as feridas, pôr garganta abaixo as perguntas não respondidas e seguir o fluxo. Ato tão banal...
Quando estamos na estrada indo para algum lugar, as placas a beira do caminho nos indicam uma direção. Mas para tanto, é preciso conhecer as placas.
O fluxo nem sempre leva aonde se quer chegar, o fluxo está trilhando por caminhos de prazeres fulgazes, que só termina em solidão e individualismo. Mas a solidão já não faz de mim sua morada? Mas esta solidão que habita meu ser, não é maléfica, esta solidão me mostra que tenho que fazer minhas próprias escolhas, pois ninguém poderá viver as consequências por mim, ninguém poderá viver ou morrer em meu lugar. A outra solidão - resultado do fluxo - individualiza, transforma corações de carne, em corações de pedra, não agrega, não traz crescimento, só faz sofrer, até que nos desligamos dos sentimentos e deixamos de sentir.
As placas... Cada um elege suas placas a sua maneira, em um mundo desregrado, é preciso escolhê-las bem, é preciso ter princípios, valores que nos levem a algum lugar. E seguir fluxo é se omitir, é mentir para si mesmo que é feliz.

"O louco diz que Deus não existe, mas o louco duas vezes diz que Deus existe, mas vive como se Ele não existisse".

A.C.S. 

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Seus olhos


Não quis me apaixonar
Não quis me entregar
Mas me perdi no seu olhar

Você me dispertor
O caos se instalou
Fazendo meu coração vibrar

Caminhei a passos lentos
Procurando a melhor forma pra dizer
Só existe uma razão para eu ficar aqui

E a razão são seus olhos
Seus olhos que se prendem aos meus
Seus olhos que me fazem tremer

---------------------------------------------------------


A decepção deveria ser maior, mas eu já esperava por isso... eu já esperava o seu não. Deus! Como meu coração doeu! Mas que bom que dói... Sinal que ainda sou capaz de sentir alguma coisa por alguém... que bom que abri meu coração... que bom que pude te dizer entrelinhas que gostei de você... que bom que me deixei levar por seu olhar, e sentir meu corpo tremer... meu sangue ferver... a cada conversa jogada fora... a cada olhar desviado...
Que bom que pude ter tudo isso, mesmo que tudo isso, não seja o tudo que eu quero... mas o tudo que você tem a oferecer já me foi dado. Mas eu sempre quero mais... de você eu quero tudo... quero tudo aquilo que não pode me ofertar...


A.C.S.