quinta-feira, 2 de maio de 2013

...


O seu cheiro, seu gosto, o peso do seu corpo contra o meu, o chão frio... Essa cena não sai da minha cabeça. Dois corpos, duas pessoas, unidos em um único momento. Não tivemos chance, nem ao menos tempo para viver algo, e o que restou foram sentimentos implorando para serem vividos. Um encontro desesperado, um desejo desenfreado, e mais uma vez nos vemos na fina linha que divide nossas vidas.


A.C.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário