terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Além do que seus olhos podem ver - parte V

Tantos planos... tantos sonhos vividos... tantas conquistas por virem... e de repente, tudo se perde, tudo se acaba, como a chama de uma vela que um suave vento apagou...
É difícil voltar!
É difícil retornar para a vida que você fugiu a vida inteira, talvez a questão seja essa: fugir! Talvez, eu deva parar de lutar e deixar meus demônios emergirem.... talvez o preço da liberdade seja esse... talvez, a liberdade seja apenas um estado de espírito imaginário...
Tantos "talvez", e certeza nenhuma...
Eu olho a vida lá fora, e me parece bem seguro aqui, dentro de mim mesma. Mas quanto tempo até me sufocar? Quanto tempo até me afogar sozinha dentro de meus próprios sentimentos?
Talvez esta seja a grande sacada da vida: não gastar tanto tempo planejando um futuro que não existe, mas estar pronto para o que vier, como vier, quando vier, de quem vier, de onde vier...



A.C.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário