domingo, 26 de fevereiro de 2012

Além do que seus olhos podem ver - Parte IV

Aos poucos vou entristecendo com a ausência e o afastamento das pessoas que me são importantes... uma lágrima começa a brotar dos meus olhos... mas eu a engulo, e continuo minha caminhada...
Não posso chorar e me lamentar pelas escolhas que são tomadas pelo outro. Mas essas escolhas muitas vezes me afetam diretamente e eu não sei o que fazer...
E me dói... me dói ver essas pessoas cada vez mais longe enquanto eu as quero bem aqui, perto de mim...
Todo esforço de fazê-las ver quão importantes são em minha vida parecem em vão, e a vida me ensina que pessoas vem e vão, mas se você tem amor, mostre-o, não o esconda.
E a única coisa que eu peço é para que elas não vão embora, que fiquem um pouco mais...

A.C.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário