domingo, 25 de março de 2012

Sem sincrônia

Meu corpo se movimenta conforme as batidas da música.
Mas minha mente, meu espírito, nada sentem...
Permanece aquela inércia total!
Agora entendo o incomodo que Dexter fala a respeito de se ajustar,
É tortura fingir emoções que não se sente.
As vezes tenho a sensação de que tudo o que eu fiz foi tentar me ajustar...
Queria poder olhar o mundo com olhos de um sonhador,
Mas parece-me que isso foi-me privado.
Gostaria de fazer uma última promessa:
A de que agora em diante apenas o meu desejo prevalecerá!


A.C.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário