quinta-feira, 15 de julho de 2010

Encruzilhada - Parte 1

11 de julho de 2010... Domingo... Último dia, último beijo, último olhar, último sorriso...
"Quando a paixão acaba, sobra o amor..."
O tempo foi passando e a rotina foi se tornando presente, e o fogo da paixão se apagou. O amor ficou. Sobrevivemos ao tempo, a distância, porém nosso amor não era forte o suficiente para sobreviver as diferenças. De um lado alguém carente, de carinho, de atenção, de amor... De outro alguém extremamente independente, que aparentemente não precisa de ninguém, que sozinho se basta. Chegamos ao nosso limite, não restaram forças para continuar lutando, nos demos por vencidos e desistimos um do outro.
O que sobrou?
Dois corações machucados, e um amor cansado, calado, que será reprimido pelo tempo, e por uma futura amizade. Uma amizade que poderá ser mais forte do que o amor que sentíamos...
O tempo que compartilhamos, os sonhos que sonhamos, as lágrimas que derramamos... As lembranças felizes que tivemos, é o que servirá de consolo quando a saudade bater e as lágrimas chegarem aos olhos transbordando o vazio que ficou...
Não era nosso tempo, nos perdemos pelo caminho, nossos planos não eram os mesmos, saímos de sintonia. Por que?
Por que um amor tão bonito foi acabar assim?
Porque fomos fracos, nos acomodamos enquanto víamos o tempo passar e nossos caminhos se dividirem... Acabou não porque não era amor, acabou por não sabermos amar, por acreditarmos que ideal é aquele que suprime todas as nossas necessidades, quando na verdade ideal é aquele que nos aceita incondicionalmente e nos ajuda a nos aperfeiçoar.
Agora só restou as lembranças de uma vida que um dia foi a nossa vida... Talvez um dia dessa amizade ressurja o amor que um dia nos uniu... E que mesmo machucado, ainda existe dentro de mim. E talvez nesse dia estejamos maduros o suficiente para dar continuidade a nossa história.
Talvez... Por agora a única certeza que temos é que precisamos de tempo, pois só ele dirá qual será o real desfecho dessa história.




A.C.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário