quinta-feira, 15 de março de 2012

Deixa eu te olhar

Deixa-me te olhar... e te olhar... e te olhar...
A fim de gravar no mais íntimo de minha memória
Todos seus contornos, e texturas, e cores que te preenchem.
Deixa-me te olhar de bem perto...
Para que cada detalhe seu seja registrado e nunca mais esquecido.
Deixa-me observar teus gestos, sentir teu cheiro, provar teu gosto,
Pois se um dia meus olhos se apagarem, e não puder mais te ver
Dentro de mim as lembranças de todas as suas formas e cores
Permaneceram vivas, refletindo a luz que foi-me privada de ver...

Um dia a luz dos meus olhos poderá se apagar, e então não restará mais nada em que eles possam se focar... até que chegue esse dia, eu quero ter o prazer de olhar demoradamente para cada pessoa, cada objeto, cada ser vivo que cruzar meu caminho.
Quero olhar o contorno e as formas, a textura e a coloração que as preenche, e gravar tudo em minha memória a fim de nunca as esquecer.
Há tantas coisas em que não prestei atenção, seja por pressa, por falta de atenção, deixei de admirar muitas coisas...
Quero voltar a ver a vida com olhos de um sonhador...


A.C.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário